08 Maio

5 formas de cortar custos da sua Cadeia de Suprimentos

Até pouco tempo atrás a logística era considerada um setor totalmente operacional, mas atualmente ela passou a integrar o setor estratégico das empresas de diferentes ramos. 

Por isso, nos dias atuais, esse setor tem sido alvo dos olhares atentos dos gestores que buscam fazer readequações de melhoria. 

É sabido que a logística pode consumir uma parcela considerável do faturamento de uma empresa e justamente por isso os gestores estão sempre em busca de diminuir esses índices.  

Visto isso, a redução dos custos dentro da supply chain passou a influenciar nas tomadas de decisão. 

Para compreender melhor sobre a logística e as maneiras de se cortar custos dentro de uma supply chain, acompanhe este artigo. 

 

A importância da logística e seu impacto dentro de uma organização 

 

A logística é a área responsável pela organização do fluxo de pessoas, materiais e também informações, visando sempre aumentar a eficiência e a rapidez dos processos. 

 

De maneira geral, dentro de uma empresa, a logística é responsável pelos processos que são relacionados aos produtos, bem como pela transmissão das informações necessárias para que eles ocorram. 

 

Devido ao seu papel ela é extremamente importante dentro de uma empresa, sendo essencial para o sucesso da organização. 

 

No entanto, para que a empresa seja beneficiada, é preciso que a logística seja muito bem planejada, executada e controlada, o que muitas vezes exige grandes quantias de dinheiro. 

 

Por isso, é muito importante que os responsáveis pela gestão da empresa conheçam muito bem cada um dos custos e seu impacto sobre o faturamento. 

 

Somente assim é possível identificar quais gastos devem ser cortados, bem como as estratégias que serão utilizadas para isso. 

 

Entretanto, é necessário dizer que a redução dos custos é um grande desafio para as empresas que não podem comprometer a qualidade dos serviços prestados ou dos produtos que são entregues aos clientes. 

 

Por isso se faz necessário estudar profundamente as maneiras de reduzir os custos, planejar as ações e assim aumentar os lucros. 

 

Atualmente o mercado tem se tornado cada vez mais competitivo, onde as ofertas apresentadas se assemelham muito. 

 

Assim, a grande oportunidade de se destacar pode ser por meio de um melhor gerenciamento administrativo, com foco na redução de custos na supply chain. 

 

O que são os custos logísticos? 

 

Primeiramente o custo logístico é a parcela do preço de um produto que resulta das diferentes operações logísticas. 

 

Para que a identificação deles seja precisa, é necessário que o gestor realize um mapeamento detalhado de todos os processos logísticos. 

 

Isso pode ser feito por meio de fluxos, onde cada um deve ter uma ou mais pessoas responsáveis. 

 

A partir disso podem ser corretamente estabelecidos os custos de cada um deles, e assim podem ser colocadas em prática ações de redução    

 

Para a maior parte das empresas se aplicam algumas medidas específicas e conhecidas. Veja a seguir quais são elas e como colocá-las em prática em seu negócio. 

 

5 maneiras de cortar custos da cadeia de suprimentos 

 

A logística envolve diferentes processos da cadeia de suprimentos que envolvem a movimentação de materiais e produtos. 

 

Isso inclui desde a saída dos insumos do endereço do fornecedor, até a sua produção e entrega ao cliente final. 

 

Por ser composto por muitas etapas, esse fluxo de materiais tem uma complexidade elevada. Pode ser muito difícil fazer o controle adequado de transporte, estoque, planejamento e estratégias. 

 

Por isso é necessário que o gestor consiga analisar separadamente cada etapa e assim encontrar maneiras de reduzir os custos em cada uma delas. 

 

Apesar de os custos relacionados à cadeia de suprimentos serem diferentes entre as diversas empresas, existem maneiras de reduzir o custo que são comuns à todas. Veja a seguir quais são eles: 

 

1. Eliminar falhas que custam dinheiro 

 

Para muitas empresas a logística é o setor onde são encontrados os maiores números de falhas, o que pode custar muito caro. 

 

Portanto a primeira medida a ser tomada é avaliar os diferentes processos com um olhar crítico, buscando por falhas que possam ser revertidas. 

 

Essas análises devem ser constantes, bem como as melhorias. Para facilitar essa etapa podem ser usados os princípios Lean e Six Sigma, voltados para a eliminação de problemas e otimização dos custos. 

 

2. Mapear adequadamente os processos 

 

Em empresas onde os processos não são devidamente padronizados os colaboradores acabam agindo de acordo com a sua própria vontade, seguindo suas próprias opiniões sobre o que é certo ou errado. 

 

Sem o correto embasamento e conexão entre as etapas da cadeia de suprimentos, o número de erros e o índice de desperdícios são muito elevados. 

 

Visto isso, se faz necessário mapear os processos detalhadamente, adotando estratégias que colaborem para uma melhor eficiência deles, evitando gargalos e desperdícios. 

 

Assim, o correto entendimento do fluxo de atividades permite que os gestores consigam redesenhar todo o layout produtivo. 

 

Com isso as tarefas são encurtadas, o tempo delas é reduzido e os recursos podem ser muito mais bem aproveitados. 

 

Aqui vale ressaltar ainda que ao longo dos processos os desperdícios e perdas de materiais também são muito comuns, representando perdas de dinheiro ao longo da cadeia de suprimentos. 

 

Sendo assim mais uma vez se faz necessária a realização frequente de revisões do planejamento das operações ao longo de toda a supply chain. Isso deve ser incorporado à rotina da empresa. 

 

3. Reduzir estoques 

 

Apesar de os estoques serem os responsáveis pelo suprimento das demandas da empresa, eles são capital de giro parado, ocupam muito espaço e demandam capital para manter os colaboradores responsáveis por eles. 

 

Muitas empresas mantêm estoques bem maiores do que seria realmente necessário para suprir as demandas e por isso é fundamental que haja uma correta avaliação à respeito da possibilidade de redução. 

 

Isso pode contribuir para reduzir muito os custos para a manutenção desses produtos, mas é preciso manter os níveis adequados de segurança de modo que a disponibilidade de produtos não seja comprometida. 

 

Além disso, muitas vezes há uma má gestão dos estoques, ocasionando a perda de produtos por prazos de validade vencidos ou mal armazenamento. Então é necessário eliminar também esses problemas para otimizar os lucros. 

 

E uma das maneiras mais eficientes de manter esse tipo de controle é por meio da automatização para a organização e integração de informações. 

 

Nesse caso a redução de custos obtida supera em muito o investimento inicial necessário para a implementação da tecnologia. 

 

4. Considerar os indicadores de desempenho 

 

Dentro de qualquer empresa os indicadores de desempenho, ou KPIs – Key Performance Indicators, são ferramentas extremamente úteis para que os gestores possam avaliar os resultados obtidos. 

 

A análise deles permite que falhas sejam identificadas e, quando corrigidas, provocam consequentemente a redução do desperdício e aumento da eficiência. 

 

Ou seja, por meio dos indicadores é possível acompanhar o desenvolvimento do negócio e a eficiência dos diversos processos ao longo de toda a cadeia de suprimentos. 

 

Por meio da observação de indicadores como custo de frete, custo de estoque, índice de reentregas e avarias de produtos é possível fazer a otimização dos recursos, eliminando erros operacionais. 

 

5. Investir na terceirização do transporte logístico 

 

A quinta maneira de cortar custos da cadeia de suprimentos é por meio da terceirização dos processos logísticos, mas seu custo benefício deve ser cuidadosamente avaliado. 

 

De maneira geral a terceirização costuma ser positiva porque simplifica os processos, reduz custos e geralmente traz um maior nível de satisfação por parte dos clientes. 

 

A redução dos custos no caso da terceirização do transporte de cargas se deve sobretudo ao fato de que não é necessário manter motoristas próprios e nem fazer a manutenção de veículos próprios, por exemplo. 

 

Isso dispensa a empresa do pagamento de encargos trabalhistas, gastos com combustível, custos de impostos e seguros, dispositivos de segurança e manutenção de garagem para a frota, por exemplo. 

 

Nesse sentido, contar com um parceiro como a brclog pode trazer muitas vantagens à sua empresa, provocando uma considerável redução dos custos. 

 

A brclog possui uma gama completa de serviços que podem ser contratados de forma customizada, visando sanar as necessidades de cada cliente especificamente. 

 

Algumas opções são: 

  • Transporte de produtos
  • Agenciamento de cargas
  • Distribuição e gestão da entrega 
  • Logística reversa 
  • Combinações complexas de aéreo, marítimo e rodoviário
  • Caminhões dedicados e fracionados
  • Remoções porto, aeroporto, entreposto e fornecedores
  • Veículos 100% rastreados e segurados

 

A frota da brclog é diversificada, visando atender diferentes demandas por serviços diversos. A agilidade e pontualidade garantem que os produtos sejam entregues de forma eficiente, no menor tempo possível. 

 

Sendo assim a terceirização dos transportes é uma das principais maneiras de reduzir custos mantendo a eficiência de sua cadeia de suprimentos, aumentando a satisfação dos clientes e o lucro de sua empresa. 

 

Conclusão

 

A logística envolve uma série de processos que vão desde a saída dos materiais do seu fornecedor até a entrega ao cliente final, e ao longo deles podem ocorrer falhas que custam caro às empresas. 

 

Por isso o correto gerenciamento da cadeia de suprimentos se faz necessário, mas exige dedicação e muitas vezes um grande investimento financeiro. 

 

Ao longo do texto foram expostas 5 formas de cortar custos da cadeia de suprimentos. 

 

Essa redução de custos é essencial para que a empresa se mantenha competitiva e assim sobreviva frente às pressões do mercado. 

 

Portanto, conheça já a brclog, e reduza seus custos na Cadeia de Suprimentos. Consulte nossa equipe para mais informações, estamos sempre prontos para melhor atendê-los.

 

Conteúdo protegido.